quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

Verão é época de academia lotada

Com a intenção de entrar em boa forma na estação do calor, muita gente acaba exagerando em atividades.
 
Os donos de academia já sabem: quando chega o fim do ano, o número de pessoas em busca de atividades físicas aumenta consideravelmente.
“A partir de setembro, o pessoal começa a procurar mais, por causa do verão”, diz Camila Capana Pereira, 29 anos, coordenadora de recepção de uma academia que fica na Vila Universitária. São os “atletas de verão”, aqueles que procuram as atividades físicas com um objetivo claro: chegar em forma à estação mais quente do ano.  A boa notícia, é que de acordo com Camila, a maior parte destes atletas de ocasião acaba mantendo a frequência na academia mesmo depois de encerrada a temporada da batalha pela boa forma.

No entanto, sobra uma pequena parcela, que desiste de se exercitar assim que a temperatura começa a baixar. “Parar as atividades físicas e depois recomeçar agrega risco. Não é legal”, alerta o professor de educação física Igor Malinosqui, 25.
O profissional explica que, para garantir boa saúde e boa forma, o ideal é a prática constante de atividades físicas.
Quem faz exercícios somente aos finais de semana não vê os resultados. “O estímulo só no final de semana pode ser muito forte para um sedentário e não traz benefícios”, explica.
 
E quem faz só por um período do ano vê os resultados irem embora assim que as atividades cessam. Além disso, este tipo de atleta, cujo corpo não fica condicionado ao exercício, pode ter a saúde prejudicada.
A vontade de obter resultados rápidos pode trazer problemas à saúde de quem não está habituado a fazer atividades físicas com regularidade. Muita gente acaba exagerando na carga ou na intensidade dos exercícios. De acordo com Igor, os tipos de lesão mais comum nestes casos são as que atingem articulações e músculos. Joelho, ombro e coluna são os pontos mais prejudicados. Quando isso acontece é preciso procurar cuidado médico e fazer repouso.
 
Assim, o excesso acaba tendo um efeito contrário: o atleta se vê obrigado a parar os exercícios até se recuperar. “Tem que ficar um tempo sem fazer atividade física, e assim, sem alcançar o objetivo”, explica o professor.
 
Há cerca de um ano, a operadora de cobrança Estefane Rossetto Pimentel, 19, faz atividades físicas regularmente. E não pretende parar.
 
Ela começou por recomendação médica, já que tinha o sistema imunológico muito fraco e ficava doente com frequência. Estefane conta que ia ao médico de 15 em 15 dias, sempre doente.
 
“Agora, faz quatro ou cinco meses que não pego uma gripe”, conta.
 
A rotina da moça é corrida: ela trabalha de manhã, faz curso de inglês de tarde e faculdade à noite. Mesmo assim, não abre mão de passar na academia pelo menos três vezes por semana. Para ela, a atividade física garante a disposição para lidar com a rotina cansativa.

“Se não fosse a academia, não ia aguentar”, diz.

Para tornear o corpo todo
A atividade mais procurada nesta época é a musculação. Esportes aquáticos também são bastante solicitados.

40%
é a porcentagem média de aumento de clientes de academia na véspera do verão

Em casa, na rua, ao ar livre
Quem quer começar a se movimentar mas não tem dinheiro para pagar uma academia, pode aproveitar as academias ao ar livre ou espaços para caminhadas. As atividades devem ser feitas no mínimo três vezes por semana.

Uso de suplemento alimentar requer cuidados
Existem vários tipos de suplementos alimentares com as mais diversas finalidades e composições e que estão cada dia mais espalhados pelos corredores das academias e nas cozinhas de quem tem o hábotp de malhar.
 
Estes suplementos geralmente são utilizados para o ganho de massa muscular e oferecem uma quantidade extra de determinada substância, que podem ser algum tipo de proteína, carboidrato, entre outros.

Para a nutricionista Heloíse Lopes Fernandes o uso desses produtos deve ser feito com parcimônia e principalmente com acompanhamento profissional. “O recomendável é que seja sempre feito com o acompanhamento de um profissional, seja do personal trainer, de um nutricionista ou de um médico”, declara Heloíse.

O uso exagerado dos suplementos, de acordo com a nutricionista, pode trazer complicações para a saúde do usuário, como uma sobrecarga hormonal ou renal.

Um dos suplementos que faz mais sucesso nas academias hoje em dia é o Whey Protein. É consumido por quem malha e quer deixar o corpo mais durinho e bem desenhado. O fabricante do produto diz que o alimento pode saciar e adiar a sensação de fome, e, com isso, colaborar com dietas de emagrecimento, além de estimular o metabolismo, acelerando a queima de calorias e, evitar que, junto com a gordura, se perda a chamada massa magra.
 
Benefícios da atividade física regular
Corpo são, mente sã: em forma e com alta auto estima
Além dos benefícios estéticos e à saúde física, a saúde mental também acaba sendo favorecida. Quem se exercita regularmente garante aumento da auto estima, melhora de humor, diminuição da ansiedade e até um sono mais tranquilo.

Corpo saudável, com mais massa magra e menos gordura
Não é novidade para ninguém: atividade física diminui a gordura corporal. Com isso, acaba influenciando positivamente em diversos fatores relacionados à saúde, como a regularização da pressão arterial e do colesterol.
 
Melhora na disposição e em várias capacidades físicas
Outro benefício das atividades físicas regulares é o aumento nas capacidades físicas. Flexibilidade, agilidade, disposição e até coordenação motora são beneficiados com a prática regular de exercícios.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário